ÚLTIMAS

0 400
Por esta altura já o Reino Unido deveria estar em colapso, a Escócia prestes a separar-se de Londres, a economia em ruínas, a monarquia abolida e os sete cavaleiros do apocalipse a passear pelas ruas da City. Isto, claro, segundo a campanha negra dos europeístas radicais. No mundo real, não só o Brexit está quase a acontecer sem grandes percalços, como agora várias agências financeiras dizem que a versão “saída imediata” sem negociações não será uma má opção para Theresa May.

0 202
Em Abril de 2015, o então líder da oposição jurava querer estabilidade nos impostos “para as empresas poderem planear os seus custos”. Em Setembro de 2016, ninguém sabe que mais irá o actual primeiro-ministro inventar para agravar os impostos.

0 102
A actualidade política portuguesa divide-se entre os que defendem a todo o custo aquilo a que se convencionou chamar “a geringonça” – termo que procuro não usar – e os que atacam a actual coligação parlamentar da esquerda e naturalmente o Governo do Partido Socialista, porque dizem não acreditar nas políticas seguidas e apontam o desastre iminente. Todavia, o facto de o fazerem por razões ideológicas ou por interesse partidário, faz com que haja emoção a mais e coerência e rigor a menos, retirando validade ao debate.

0 374
Os temas quentes das últimas semanas dizem respeito ao anúncio do novo imposto sobre imóveis e da obrigatoriedade de os Bancos comunicarem às Finanças – Autoridade Tributária e Aduaneira – as contas com saldos superiores a cinquenta mil euros.

0 767
O que acontece quando o ‘marketing’ americano e a esquerda caviar se juntam ao culto de personalidade do comunismo? Aparecem cartazes onde Estaline fuma os cigarros electrónicos da moda, Lenine veste calças de ganga e usa telemóvel, e Karl Marx aparece vestido à “exterminador implacável” com a legenda “I’ll be back”. E eles querem de facto voltar, enganando uma geração que liga pouco à História mas muito às marcas. Os velhos comunistas devem estar a rebolar no mausoléu...

0 407
Na ânsia de agradarem às suas clientelas políticas, PCP e BE envolveram-se numa acesa disputa em torno do agravamento fiscal da tributação sobre o património que cada um quer negociar com o Governo de António Costa para o Orçamento de 2017. A classe média assiste ao despique, entre atónita e aterrorizada.

CARTAS DE LONDRES

JOÃO PEREIRA
11 POSTS0 COMMENTS

COM TODA A NATURALIDADE

0 90

0 179

0 273

MANUEL SILVEIRA DA CUNHA

A VIA LUSÓFONA

CULTURA E HISTÓRIA

1 1589
Durante a vigência da “democrática” III República, os portugueses nunca tiveram direito a votar sobre qualquer assunto europeu.

1 1858
Equipados com tecnologia britânica, apoiados por uma forte infra-estrutura de profissionais da educação e fundações privadas dignas desse nome, os vários projectos de literacia informática do Reino Unido são um enorme sucesso desde 1982 sem custar mundos e fundos ao contribuinte e envergonham, por comparação, o anterior Governo socialista, que não os conseguiu sequer copiar decentemente.

0 5748
Perante a crise permanente, a insegurança do dia-a-dia, a intolerância para com a religião católica, os constantes golpes, revoltas e revoluções sangrentas que marcaram a I República, há 90 anos o país exigiu que as Forças Armadas assumissem as suas responsabilidades.

CAPA

SIGA-NOS