“Bodo aos pobres” em cima das eleições

“Bodo aos pobres” em cima das eleições

3 1018

EVA CABRAL

O Executivo de António Costa está a preparar as eleições autárquicas com várias medidas eleitoralistas que vão cair em cima da ida às urnas. Do aumento das pensões à promessa de novas admissões na Função Pública pela integração de precários, passando pelo subsídio de refeição dos funcionários públicos, o Governo da geringonça concentrou tudo no período eleitoral.

A estratégia não é nova. José Sócrates aumentou os funcionários públicos em 2,9 % em 2009, o que lhe permitiu nova vitória nas legislativas. Com um pouco de memória, todos se lembram que esta festa acabou em 2011 com o País a pedir um resgate para evitar a bancarrota. Mas como se diz que a memória dos povos é curta, o Executivo de Costa está a preparar as autárquicas com um conjunto de medidas simpáticas que sirvam de bandeira eleitoral à geringonça.

E se as autárquicas são eleições com calendário certo, a complexa situação mundial e europeia pode igualmente levar a que se possa regressar a uma situação de crise económica e política que obrigue a legislativas antecipadas. É um cenário que neste momento parece afastado, mas que o calendários de eleições em vários países europeus como Áustria, Alemanha, França – e que começa já em Dezembro com o referendo em Itália – pode alterar de um momento para o outro.

Recorde-se que na sequência da eleição de um novo Presidente dos EUA as taxas de juro a dez anos de Portugal galgaram até perto dos 4%, um valor manifestamente preocupante quando se vive com uma dívida pública astronómica, que passou os 133% do PIB, e numa situação de inflação especialmente baixa.

Indiferente aos riscos que pendem sobre o País, a geringonça já só pensa em eleições – e decidiu que Agosto era o mês mais apropriado para aumentos beneficiando os funcionários públicos e os pensionistas, as duas classes de eleitorado que o Executivo PS escolheu privilegiar. No caso da Função Pública, foi igualmente reposta a contratação colectiva.

  • Leia este artigo na íntegra na edição impressa desta semana.
  • Nobre Luso

    Sois mesmo um bando de cabrões facistas!

    • Noite Portuguesa

      uau, que maravilhosa iluminação democrática. Argumentos inteligentes e certeiros. Parabéns pelo maravilhoso dominio da lingua portuguesa. Um macaco a atirar fezes não diria melhor

  • Nobre Luso

    Pro caralho c’o diabo, ranhosos de merda!