Primeiro, a carreira; depois, a lida da casa

Primeiro, a carreira; depois, a lida da casa

0 180

Estamos tão habituados a ter maus resultados nos ‘rankings’ da Europa que ficamos surpreendidos quando obtemos o primeiro lugar. Portugal é o País onde a valorização da carreira profissional é mais importante do que a dedicação às tarefas domésticas, de acordo com um estudo feito em 20 países e que foi divulgado recentemente em Lisboa.

O estudo ‘Global Home Index’, desenvolvido com o apoio das Nações Unidas, visou perceber com que frequência os inquiridos se dedicam às tarefas da casa, como é feita a divisão dessas tarefas e “como se valoriza e se vive nos vários países a realidade diária do trabalho necessário para construir uma casa de família”.

Segundo o estudo, realizado pela Home Renaissance Foundation do Reino Unido, Portugal foi o País que obteve a percentagem mais elevada de valorização da carreira profissional (79% das mulheres e 67% dos homens) ‘versus’ as tarefas da casa, seguido de Itália (67% dos homens e 50% das mulheres).

Os valores mais baixos encontram-se no Quénia (36% das mulheres e 28% dos homens), adiantam as conclusões do estudo, que pretende “sensibilizar as pessoas para o valor do seu próprio trabalho como contribuição para o desenvolvimento humano”.

  • Leia este artigo na íntegra na edição impressa desta semana.