“Só podemos saber para onde vamos se estivermos o mais informados possível...

“Só podemos saber para onde vamos se estivermos o mais informados possível sobre as nossas origens”

0 1053

Pedro Massano é um autor de Banda Desenhada com uma extensa obra publicada que abrange vários temas. No campo da História destacam-se os dois primeiros tomos da trilogia “A Conquista de Lisboa” e, para a editora francesa Glénat e com argumento de Patrick Lizé, os dois primeiros tomos de uma trilogia inacabada, “Le Deuil Impossible”, que refere a vida de D. Sebastião. Recentemente publicou “A Batalha”, um álbum magnífico dedicado à Batalha de Aljubarrota. O DIABO entrevistou-o.

O DIABO – Como surgiu a ideia deste álbum?

Pedro Massano – Foi uma ideia da Fundação Batalha de Aljubarrota, que me abordou para o efeito.

Como foi a parceria com a Fundação Batalha de Aljubarrota?

Creio que foi exemplar. A Fundação percebeu que o que o álbum envolvia não era apenas ilustrar “a direito” as crónicas existentes. Num trabalho deste tipo, há sempre a necessidade – anterior aos primeiros esboços – de compreender, de forma crítica, tudo o que podemos encontrar sobre o assunto. Este é um primeiro aspecto. O outro é saber ler a iconografia das fontes coevas, quando existe, e adaptá-la ao que queremos contar.

  • Leia esta entrevista completa na edição de 12 de Agosto do Jornal “O DIABO”. Ás terças nas bancas.