Não votarei em Marcelo Rebelo de Sousa

0
1297

Apesar da minha simpatia pessoal pelo Senhor Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa, não votarei nele nas próximas eleições para a Presidência da República. E a razão principal é que, apesar da sua enorme popularidade, a sua acção junto da sociedade portuguesa é mais de adormecimento dos portugueses do que contribuir para dar algum sentido de orientação ao País.

Portugal navega sem rumo, ao sabor de acontecimentos contraditórios de cada dia, sem uma estratégia de desenvolvimento, a perder terreno relativamente aos outros países europeus que nos passam à frente ao ritmo de um por ano. Presentemente só temos três atrás de nós.

É verdade que o Presidente da República não tem parança e que a sua acção criou um sentimento de relativa estabilidade no País, mas talvez fizesse bem em parar um pouco para pensar no futuro de Portugal e atender mais a esse futuro do que aos pequenos acontecimentos do dia a dia que tanto o motivam.

• Leia este artigo na íntegra na edição em papel desta semana já nas bancas