Pesca eleitoral: Aumentar salários ou baixar impostos?

0
424

A grande diferença entre os partidos de direita e de esquerda na campanha para as legislativas de Outubro vai ser o “isco” com que tencionam partir para a pesca ao voto: uns prometem uma redução de impostos para todos os contribuintes, outros anunciam novos aumentos de salário e mais admissões na Função Pública.

Os campos são claros: a direita prefere baixar a carga fiscal para todos os contribuintes, enquanto a esquerda vê com bons olhos a aposta no funcionalismo público e nos pensionistas.

A disputa pelo “bodo aos pobres” foi lançada numa entrevista de António Costa ao ‘Expresso’ e também numa das convenções do PS em que o secretário-geral socialista participou. Seduzir funcionários públicos e pensionistas é uma receita tradicional dos socialistas sempre que pensam em votos, e 2019 não é diferente. Isto apesar de estar ainda bem presente a pré-bancarrota de 2011, e a dívida de Portugal não aconselhar a que se criem novas responsabilidades permanentes como são os salários.

António Costa começou a fase de pré-campanha eleitoral para as legislativas a admitir aumentos salariais e mais contratações para a administração pública na próxima legislatura. A medida deverá constar do programa eleitoral do Partido Socialista para as legislativas de Outubro, que estará terminado a 20 de Julho.

• Leia este artigo na íntegra na edição em papel desta semana já nas bancas