Contribuintes em risco devido a tecnologia obsoleta

Contribuintes em risco devido a tecnologia obsoleta

1 5004

Se este ano, ao tentar declarar os seus rendimentos via Internet, não conseguir aceder ao programa informático usado pelas Finanças – fique a saber que a culpa não é do pobre computador, mas sim do próprio Estado. Há quatro anos que o Fisco sabe que existe um problema grave. E a escassos dias de ter início o prazo de declaração do IRS, ainda não há solução à vista.

A partir do dia 1 de Abril, os portugueses são chamados a entregar (ou confirmar, no caso das declarações automáticas) o seu formulário de IRS, tendo a opção de fazê-lo em papel ou por via electrónica.

Este ano, se esperava um pouco de sossego que não envolvesse “discutir” com o computador, então prepare-se para o pior, porque a probabilidade de não conseguir fazer o programa do Fisco funcionar à primeira é altamente elevada. E, se o conseguir, saiba que coloca as suas informações pessoais em perigo.

O primeiro aviso que O DIABO recebeu de problemas com as declarações deste ano partiram de contabilistas, cuja relação com o sistema de entrega de informações às Finanças decorre durante todo o ano.

Apesar de alguns destes profissionais terem computadores modernos e actualizados, pormenor importante face às preocupações de segurança informática, muitos estão a ter de recorrer a plataformas ultrapassadas e inseguras para continuarem a trabalhar com o fisco, tudo devido à quase total obsolescência do sistema informático usado pelas autoridades.

O problema reside no sistema que as Finanças portuguesas usam para recolher as informações. A maioria dos portugueses apenas conhece o nome “Java” como designação do programa que o seu computador anualmente lhe exige que instale antes de preencher a sua declaração de IRS, mas o que a maioria dos contribuintes não sabe é que este sistema se encontra obsoleto, pelo menos na forma em que as Finanças o usam, que data ao longínquo ano de 1995. Há quatro anos que o mundo da tecnologia está a avisar, de forma muito pública, que o Fisco precisa de alterar o seu sistema com urgência. Ainda não foi feito.

  • Leia este artigo na íntegra na edição impressa desta semana.
  • Luciano Craveiro

    Ora está aqui um assunto que mereceu toda a minha atenção. Posso dizer que já consegui meter o meu IRS pela Internet (normalmente faço-o um ou dois dias antes do início do prazo e tem resultado sempre). Mas não é isso que está em causa. O que interessa é que eu próprio estava a ver que não o conseguia fazer este ano. Uso o Sistema Ubuntu 16.10 e o meu navegador era o Firefox 52. Pelos vistos esta versão deixou de ser compatível com a tecnologia OBSOLETA JAVA e tive que fazer DOWNGRADE do Firefox da versão 52 para a versão 49 para que conseguisse meter a porcaria do IRS pela Internet. Eu, que percebo um pouco de Informática, vi-me e desejei-me para conseguir uma solução. Imagino que a esmagadora maioria dos portugueses que já estavam familiariizados com a Internet irá voltar ao papel. Este ano as filas de espera nas repartições baterão todos os records. 🙂 PARABÉNS AO JORNAL “O DIABO” POR ESTE EXCELENTE ARTIGO.