António Costa muito gosta de propaganda, e a imprensa vai atrás, mas os factos não podem ser escondidos. Os novos relatórios da UE indicam que Portugal está a crescer, sim, mas muito devagar quando comparado com o resto da Europa. Em muitos casos, a diferença é mesmo para o dobro. Com os ordenados dos cidadãos dos países de Leste já hoje a alcançar os ordenados dos portugueses, quando a actual legislatura terminar António Costa terá transformado Portugal num dos países mais pobres da UE.

Portugal nunca prosperou enquanto a esquerda deteve o poder, e esse facto não mudou, por mais propaganda que o actual Governo invente.

Os dados históricos são absolutos, pois desde 1974 que a média do crescimento económico enquanto as forças de esquerda desgovernam Portugal é mais baixa do que quando a Direita dá rumo ao País: 1,8 por cento com a esquerda, 2,4 por cento com governos mais à direita. E estes números não têm em conta os anos da recessão causada por José Sócrates, que teve de ser Pedro Passos Coelho a ultrapassar com medidas impopulares.

Em termos reais, e sempre que puderam governar calmamente, as forças de Direita deram ao nosso país uma média de crescimento que superou os três por cento, exactamente o que precisávamos agora para nos mantermos em linha com a Europa.

  • Leia este artigo na íntegra na edição impressa desta semana.
COMPARTILHAR
  • Smiley Lion

    Com outro governo estávamos 95% da população na m….da e 5% mais ricos que nunca!!!

    • Paulo Reis

      Com este, está 100% da população na mer.da.