PSD adia crise para “implosão” nas Europeias

0
378

Depois de uma demorada e penosa reunião do Conselho Nacional , muito marcada pela questão do modelo de votação (ver texto em caixa), Rui Rio disse esperar que a partir de agora “remem todos no mesmo sentido”, para ver se o PSD recupera e ganha as eleições, e desejou que possa haver paz no partido.

O PSD adiou a crie até à “implosão” anunciada para as eleições europeias – um mau resultado que as sondagens antecipam, e que nada parece possível de alterar nos próximos meses.

Depois de uma demorada e penosa reunião do Conselho Nacional , muito marcada pela questão do modelo de votação (ver texto em caixa), Rui Rio dis- se esperar que a partir de agora “remem todos no mesmo sentido”, para ver se o PSD recupera e ganha as eleições, e desejou que possa haver paz no partido.

O desejo foi assumido depois de o Conselho Nacional do PSD ter aprovado a moção de confiança à Comissão Política Nacional liderada por Rui Rio, com 75 votos a favor, 50 contra e um nulo. Votaram 126 conselheiros nacionais, o que totaliza uma aprovação da moção da confiança por cerca de 60% dos votos.

• Leia este artigo na íntegra na edição em papel desta semana já nas bancas