Segundo Orçamento está já na calha

0
108

Um segundo Orçamento para 2021 está já na calha. A garantia foi dada por Fernando Rocha Andrade (PS), Maria Luís Albuquerque (PSD) e Paulo Núncio (CDS) que consideram que face à incerteza provocada pela pandemia na situação da economia do país e do Mundo obrigam a permanentes reajustamentos do cenários macroeconómico português. Um novo OE para 2020 e, por arrastamento de 2021, é inevitável,

Do CDS ao PSD e ao PS todos os participantes apostam que a incerteza é tão grande que os OE e as projeções macroeconómicas seminário sobre o Orçamento do Estado para 2021, sob o signo de um enquadramento Político e Económico.

Falando para uma seleta mas escassa assistência por causa das restrições relacionadas com a pandemia – entre os quais o nosso colaborador Henrique Neto – o ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio frisou que se espera que 2021 a Dívida pública portuguesa vai atingir os 140% do PIB. 

Uma cifra escandalosa num país que já hoje tem a terceira pior dívida do espaço da União Europeia. E se face à pandemia as regras do Pacto Orçamental estão suspensas mais cedo ou mais tarde dívida e défice serão obrigadas a seguir o espartilho de Bruxelas.

“Embora o problema sanitário se tenha até agora num número de óbitos igual ou inferior ao de um ano de gripe , o confinamento mais ou menos generalizado na Europa trouxe uma queda abrupta da actividade económica em Portugal e nos nossos parceiros comunitários” referiu Pedro Ferraz da Costa , presidente do Conselho Directivo do Fórum da Competividade que deu o pontapé de saída ao seminário sobre o Orçamento do Estado para 2021, sob o signo de um enquadramento Político e Económico.

José Miguel Júdice também participou no seminário que se realizou nas instalações dos ex-alunos da Universidade Católica e fez um retrato político da situação.

“A estabilidade política formal mascara uma instabilidade política real. Mas é impossível antecipar o que isso pode vir a significar” referiu o advogado e ex-político do PSD , agora no papel de comentador.