Inquilinos à mercê das fraudes

0
428

Com a procura de imóveis a crescer, fruto do actual contexto de crise, a fraude está a ganhar dimensão.

Manuel (nome fictício) vivia em Lisboa. Em Maio do ano passado, foi contactado pelo seu senhorio, que referiu necessitar da casa para a habitar. Confrontado com a iminência de ter de sair em dois ou três meses, começou desenfreadamente à procura de alternativa. Foi quando percebeu que não havia casas para arrendar, muito menos pelo valor da sua. Em Lisboa não conseguiu encontrar nada.

Até que, entre as muitas dezenas de anúncios a que acedeu, um em particular chamou a sua a atenção. Tratava-se de um apartamento T2 em Oeiras, com fotos muito bonitas. Tratava-se de um apartamento remodelado, com uma decoração de extremo bom gosto.

• Leia este artigo na íntegra na edição em papel desta semana já nas bancas