PAULO COSTA PEREIRA

O DIABO apurou os números, e eles mostram bem como o primeiro-ministro se encontra refém da sua própria ambição: mais de metade de toda a legislação aprovada pela geringonça nos últimos dois anos teve origem nos dois partidos da extrema-esquerda parlamentar.

António Costa tenta vender a imagem de que “conquistou” o radicalismo das bancadas extremistas do BE e do PCP, mas a verdade é bem diferente. Estas duas minúsculas organizações têm hoje uma influência nas decisões políticas nacionais muito superior à representação parlamentar que lhes foi dada pelos portugueses. Desde o 25 de Novembro de 1975 que os marxistas não tinham tanto poder nas mãos.

Os dotes de António Costa como negociador foram mesmo demasiado empolados pela imprensa. Só assim se explica esta evidência que O DIABO confirmou esta semana nos registos parlamentares: mais de metade da legislação que tem origem na Assembleia da República é da autoria dos dois partidos da esquerda radical, apesar de só representarem (juntos) 18 por cento da vontade popular expressa nas urnas.

Ao contrário do que os socialistas prometeram e continuam a querer fazer crer, a geringonça não conseguiu de forma alguma “normalizar” os partidos marxistas. Pelo contrários: estes partidos é que conseguiram radicalizar a Assembleia da República.

  • Leia este artigo na íntegra na edição impressa desta semana.
COMPARTILHAR
  • Jason Voorhees

    Portugal com a geringonça e’ agora a Coreia do Norte da Europa !

    https://www.youtube.com/watch?v=WIt-MlNvx9k

  • Machadão

    Portugueses acordai…!!! Portugal está a caminho de uma pervertida e totalifária sistema,que pretende tomar o País!