Centeno trava guerra dos professores

0
386

O Executivo do PS quer apresentar-se como dialogante no ‘dossier’ dos professores, mas Mário Centeno já veio travar a guerra que estes prometem continuar a fazer para obterem uma contagem integral do tempo de serviço congelado.

O governo está disponível para reiniciar as conversações com os professores, “num contexto diferente” mas considera necessário “haver estímulos dos dois lados para equacionar situações diferentes”, armou o ministro das Finanças.

“Quando nos voltarmos a sentar à mesa com os professores, e obviamente isso vai acontecer, o Governo vai ter a mesma atitude desde o início. Nós vamos negociar de forma aberta e com muita responsabilidade, o que significa que tem de haver estímulos dos dois lados para se equacionar siuações diferentes”, armou Mário Centeno em entrevista à RTP, sem responder se o Governo está disposto a ir mais longe no descongelamento das carreiras da classe.

O ministro das Finanças sublinhou que a proposta do Executivo, vetada pelo Presidente da República, tinha “uma lógica que tem sentido de equidade para com as outras carreiras da função pública”.

• Leia este artigo na íntegra na edição em papel desta semana já nas bancas