PSD ameaça punir deputados para salvar face de Rui Rio

0
794

O líder laranja quer fazer esquecer os recentes escândalos envolvendoparlamentares do PSD com um regulamento interno draconiano.

Rui Rio chegou à liderançado PSD como sempre o fezem qualquer cargo político: fazendo juras de que com ele a ética seria a regra, e que não pactuaria com práticas caciqueiras. Cedo a realidade da sua Comissão Política mostrou que este caminho era perigosamente errático. Viu partir o seu primeiro secretário–geral, Feliciano Barreiras Duarte, por ter ‘alindado’ o curriculum com a frequência de uma universidade dos EUA que nunca dele ouvira falar.

Acabado de regressar à S. Caetano à Lapa – de onde foi corrido em 1998 por Marcelo Rebelo de Sousa por ser um secretário-geral incompetente, e que impôs um ruinoso processo de refiliação – Rui Rio teve força anímica para afastar Barreiras Duarte do núcleo duro do seu grupo político, mas depressa se viu cercado por vários outros casos: Elina Fraga, Salvador Malheiro e José Silvano.

Face à vergonha que se instalou, e que arrasou Rio junto dos cidadãos eleitores, a saída foi atradicional: criar um novo Regulamento para a bancada. O líder do grupo parlamentar do PSD, Fernando Negrão, anunciou que o partido vai rever, em Janeiro, o seu regulamento interno para aumentar o “rigor e exigência” coma função de deputado, e deverá incluir sanções.

• Leia este artigo na íntegra na edição em papel desta semana já nas bancas