PSD isolado não trava subsídios a deputados

0
476

O PSD queria fundir seis subsídios atribuídos a deputados num único, que preveniria fraudes e teria peso neutro no orçamento. Mas as outras bancadas parlamentares preferiram a solução do costume: fingir que se muda para garantir que tudo fica na mesma.

Os sociais-democratas apresentaram, no âmbito do grupo de trabalho sobre viagens dos deputados, uma proposta para que seis subsídios actualmente atribuídos aos parlamentares fossem fundidos num único, diferenciado por círculo eleitoral. Era uma “solução de máxima simplificação”, defendendo que seria neutra para o Orçamento e preveniria fraudes. Mas a proposta foi rejeitada.

A falta de transparência na remuneração dos deputados tem sido muito criticada pela opinião pública, mas a opção da maioria dos partidos tem sido deixar ‘passar a onda’ para que tudo continue na mesma. Desta vez, o PSD estava disposto a assegurar maior transparência nos vencimentos, mas ficou só.

Subsídio Unificado para Actividade
A ideia era criar um Subsídio Unificado para Actividade, mas o projecto falhou. “Fica assim claro que o PSD foi o único partido que efectivamente procurou introduzir uma mudança profunda, sem embarcar em populismos, mas com respostas efectivas e inovadoras às elevadas expectativas dos portugueses nesta matéria”, defendeu o representante do partido no grupo de trabalho, António Leitão Amaro, num memorando enviado a todos os deputados ‘laranja’.

• Leia este artigo na íntegra na edição em papel desta semana já nas bancas