Vasto Callixto

Na segunda quinzena de Setembro de 1982, no decurso de uma “Viagem à Costa Ocidental da  América” – título do livro que vim a publicar – vivi uma semana plena de portuguesismo em San Diego, na Califórnia, durante o “Festival” comemorativo da descoberta do território pelo navegador português João Rodrigues Cabrilho.

Oportuno será, portanto, recordar, e revelar à maior parte dos portugueses, o “Festival Cabrilho”, que mais uma vez irá decorrer na chamada cidade-berço do maior estado do Oeste norte-americano, quando se assinalam 475 anos da chegada dos primeiros europeus a tão distantes paragens da costa do Pacífico.

João Rodrigues Cabrilho, transmontano das terras altas de Montalegre, desembarcou na actual San Diego no dia 28 de Setembro de 1542. Da sua terra natal atravessara a fronteira e quis o destino que viesse a sulcar os mares ao serviço da Espanha; partira do México. Na região, porém, só em meados do século XVIII se estabeleceram as primeiras “Missões”. E as primeiras famílias portuguesas só ali se fixaram no último quartel do século XIX. Eram açoreanos, da ilha do Pico, aos quais se seguiram novas levas de portugueses, ano após ano, vindo a ultrapassar os 5.000 os luso-americanos estabelecidos em San Diego. Ao seu patriotismo, à enorme dedicação a Portugal, entre outras iniciativas, deve-se a colocação da estátua de João Rodrigues Cabrilho no magnífico promontório de Point Loma e a realização anual do “Festival Cabrilho”.

  • Leia este artigo na íntegra na edição impressa desta semana.
COMPARTILHAR